- Ano I - nº 5 - Abril de 2007.                                                                              Direção: Osiris Costeira

ALIMENTAÇÃO - Evandro Gomes Garcia.

Vilões da alimentação - Parte II.

Continuando o assunto iniciado na edição de nº 3 do Terapia de Caminhos, traz-se à tona mais um vilão da alimentação humana. Tanto, que especial atenção deve ser dada a este, por ser o causador de uma série de problemas: o açúcar refinado.

Quase todas as pessoas, por desinformação, acham que o açúcar pode causar apenas (se é que se pode dizer) diabetes e obesidade. Vejam que só isto é bastante suficiente para que parássemos de ingerir açúcar, mas o seu consumo representa muito mais. Este sub-produto da cana é o grande responsável pelo surgimento, no ser humano, de mais de cem tipos de enfermidades diferentes, entre elas a artrite, a artrose, a gastrite e a úlcera.

Não se iludam! Açúcar refinado não dá energia ! Pelo menos, não a que se deseja, que seria resultado da ingestão de alimentos como as frutas, completas em sua formulação, fornecendo ao organismo, minerais, oligoelementos, vitaminas, açúcares complexos e água. O açúcar é sacarose concentrada que, em vez de nutrir, faz com que o sistema digestório consuma as preciosas vitaminas e minerais do corpo. Isto, porque estes nutrientes são necessários para a digestão do próprio açúcar.

O açúcar, seja ele extraído da cana ou da beterraba, bem como os adoçantes em geral (embora menos calóricos), são absorvidos muito rapidamente pelo intestino delgado. Isto ocorre pelo fato de ele ser uma substância refinada, ou seja, no processo de obtenção do açúcar, é destruído um conjunto de substâncias naturais contidas no alimento do qual ele se deriva (cana ou beterraba), sobrando apenas a sacarose.

Quando o organismo absorve esta sacarose, ocorre uma brusca alteração na taxa de glicose no sangue (hiperglicemia), gerando um estado de excitação física e psíquica. Logo depois, já que esta taxa não pode ficar alta desta maneira, o corpo age e lança mão de suas reservas minerais e vitamínicas num esforço para regularizar a alteração. Só que isto provocará uma, também brusca, diminuição daquela taxa, levando o indivíduo ao cansaço e ao desânimo, exigindo, nas mais das vezes, de forma inconsciente, a ingestão de mais açúcar.

O processo se repete infinitamente e leva a um esgotamento do sistema nervoso, podendo provocar, com o tempo, um enfraquecimento orgânico tamanho que pode induzir à depressão.

A perda de elementos naturais, tais como as fibras, vitaminas e minerais, no processo de refino, torna o açúcar uma substância estranha aos processos naturais do organismo. Sendo assim, provoca grande efeito tóxico e deveria estar enquadrado, não como alimento, mas como droga pesada.

O açúcar puro, além de não nutrir, promove o consumo de vitaminas do complexo B e de minerais, como o cálcio, que são retirados do próprio corpo. Isto ocorre devido à necessidade destes nutrientes para a sua digestão.

Quando se come açúcar com outros alimentos, estes tendem a estacionar no estômago, aumentando a acidez, podendo levar ao surgimento de azia, gastrite e, mesmo, úlcera.

No intestino, destrói bactérias benéficas, provocando um aumento na população de parasitas, especialmente a Candida albicans. Quem possui candidíase, não se cura plenamente se continuar a comer açúcar.

Além disso, o açúcar provoca um enfraquecimento dos dentes, perturba o equilíbrio hormonal, acidifica o sangue e predispõe ao diabetes, a depósitos de gordura no fígado, rins e coração.

O açúcar possui a capacidade de deprimir o sistema imunológico, tão rapidamente que a ingestão de cem gramas paralisa, em trinta minutos, a ação das defesas naturais do organismo diante de uma infecção grave.

É um produto “morto” e seu uso possibilita o surgimento de uma série de problemas, tais como infecções múltiplas do tipo rinite, sinusite, otite, cistite, angina, entre outras.

A simples exclusão do açúcar da dieta diária do ser humano possibilitaria, muitas vezes, uma melhora, senão a cura, para uma série de enfermidades reincidentes ou crônicas.

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".