- Ano I - nº 4 - Março de 2007.                                                                              Direção: Osiris Costeira

CONSTELAÇÕES FAMILIARES - Gal (Maria da Graça) Sant´Anna.

Uma nova abordagem de terapia Sistêmica e fenomenológica desenvolvida por Bert Hellinger.

É natural que os seres humanos sintam-se incomodados com questões que os desequilibrem e lhes tragam algum desconforto, ou ainda que promovam em suas vidas sérios transtornos.

Muitas vezes, essas questões são resolvidas de uma forma também natural. Outras vezes, entretanto, questões que não tenham apresentado no momento adequado uma boa solução, deixam marcas e promovem movimentos desarmoniosos. Esses movimentos desarmoniosos vão se acumulando e desencadeando conseqüências indesejadas em torno de todo um sistema social onde tenha atuado ou ainda atue, seja ele familiar, empresarial, ou qualquer outro que se pretenda desenvolvido com harmonia . Nesse sentido essas questões merecem ser consideradas, reavaliadas e, quando não resolvidas individualmente, abordadas por método terapêutico com o qual a pessoa interessada melhor se identifique.

Nos processos terapêuticos, há que se considerar o cliente, como o especialista no que diz respeito ao conteúdo do que lhe causa desconforto; isto quer dizer que se reconhece que é ele quem sabe sobre sua própria vida e os motivos que o trouxeram para a terapia, cabendo ao terapeuta, especialista no processo terapêutico adotado, buscar encontrar a solução. O terapeuta, por sua especialidade, cria então um contexto que propicia e facilita a reconstrução dos significados do conteúdo abordado.

Bert Hellinger é um desses especialistas.Considerado o mais inovador entre os terapeutas contemporâneos, depois de abandonar 20 anos de sacerdócio como missionário entre os zulus, acumulou experiências em psicanálise, Gestalt-terapia, análise transacional, e, quando se envolveu com as terapias familiares, desenvolveu uma nova abordagem, ainda sistêmica, de característica fenomenológica. Seu método terapêutico vem sendo aplicado e reconhecido há mais de 30 anos, apresentando resultados surpreendentes para a solução de questões bastante intrincadas. Atualmente o seu método tem sido aplicado não exclusivamente aos temas familiares, mas a todos os tipos de sistemas, onde atue e cause conseqüências atitudes originadas da expressão da alma humana.

Terapia por constelações familiares vem propor que as questões para as quais se esteja buscando uma solução sejam abordadas com olhar voltado para todo o sistema, e com a atenção voltada para os fenômenos que se apresentem nesta abordagem. Durante o processo terapêutico busca-se identificar num sistema energético as vias emaranhadas que estejam provocando desequilíbrios nesse sistema, liberando-as para o início de um processo de “re-equilíbrio” harmonioso e transformador.

Sendo um método fenomenológico, merece ser vivenciado antes que uma pessoa o escolha e o adote como método terapêutico. Oportunidades para vivenciá-lo são oferecidas por terapeutas formados nessa técnica e que o aplicam como método de solução. É bastante habitual que esses terapeutas tenham, como seus convidados para as colocações em grupo , pessoas interessadas em vivenciar o método das CONSTELAÇÕES FAMILIARES.

Depoimentos de pessoas consteladas tem permitido se constatar que, mesmo sem que se possa explicar como ou porque, de forma absolutamente fenomenológica, depois de constelada uma questão, resultados no mínimo surpreendentes são obtidos; e com a particularidade de promoverem, naturalmente, modificações adequadas e convenientes para o tema trazido pelo constelado, ainda que não seja exatamente a transformação inicialmente pretendida.

As respostas que tenho obtido durante todo o meu empenho na aplicação desse método, me oferecem a possibilidade de confirmar que os resultados realmente ocorrem. Muitas vezes, em tempos muitíssimo curtos, e habitualmente de forma bastante esclarecedora. São estes, com certeza, os motivos que tem me movimentado no sentido de divulgar, aplicar e sugerir que o método terapêutico com o recurso das Constelações Familiares seja experimentado.

“ Uma vez estabelecida a Constelação Familiar, Hellinger recomenda que nada de diferente se faça, mas que seja permitido à Constelação continuar trabalhando a alma, até que a ação conveniente e necessária se defina “
- Gunthard Weber e Hunter Beaumont em A Simetria Oculta do Amor – Ed. Cultrix, p.11, 5ª edição.

Em artigos seguintes, apresentarei alguns casos que ilustram melhor o método, e os resultados já obtidos para questões abordadas em diversos temas colocados.

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".