- Ano I - nº 10 - Setembro de 2007.                                                                           Direção: Osiris Costeira

CONSTELAÇÕES FAMILIARES - Gal (Maria da Graça) Sant´Anna.

O amor como fundamento básico.

Numa estrutura sistêmica/familiar todos os seus componentes estão energeticamente presentes e fazem parte de um campo energético que podem ser considerados como sendo uma “família". Quando organizados harmoniosamente, uma Constelação.

Esses componentes podem ser os que hoje, exatamente agora, estejam presentes nesse sistema ou mesmo aqueles que tenham a sua presença destacada em algum outro momento anterior. Esses componentes afetam, adequada ou inadequadamente, outros elos desse sistema ou ainda dessa família, influenciando profundamente os seus sentimentos, o seu agir e até mesmo a sua saúde.

A abordagem para se buscar a solução pretendida tem como único fundamento liberar a força do amor. Uma força absolutamente transformadora que flui quando todos os componentes do sistema/família são reconhecidos, honrados e respeitados no seu devido lugar.

Esse método possibilita que se revele de que forma os vínculos sistêmicos/familiares se estabeleceram, e como dissolver possíveis emaranhamentos desenvolvidos nos sistemas e capazes de desarmonizá-los.

A conexão do indivíduo com o seu sistema somente pode ser organizadamente distribuída quando é vista claramente, e quando esse indivíduo é capaz de reconhecer a sua responsabilidade no seu sistema. Esse reconhecimento permite que o indivíduo se sinta aliviado e possa se ocupar de suas coisas pessoais sem qualquer opressão, antes sentida pela sua ligação com o seu passado ou com alguma inadequada colocação sua no seu próprio sistema.

Com a colocação de um tema através da Constelação Familiar, o indivíduo é trazido para a ordem natural no sistema, seja ele familiar, educacional, empresarial ou qualquer outro, ao qual pertença ou esteja envolvido, facilitando a dissolução de possíveis emaranhamentos. E se algum estiver promovendo desarmonia, uma vez harmonizado libera o indivíduo para se ocupar de si mesmo e da realização do seu bem estar.

Nos workshops para colocação de constelação em grupo adota-se, como “tema” a ser constelado, uma questão desarmoniosa para a qual se pretenda uma melhor solução. Para o desenvolvimento do tema colocado, escolhe-se entre os participantes do grupo representantes para os componentes do sistema/família. Esses representantes são orientados pelo terapeuta facilitador sobre como devem ocupar suas posições específicas. A partir de manifestações espontâneas observadas nos movimentos dos personagens, são trabalhadas as imagens que vão surgindo e que representam também toda a dinâmica para a busca de solução para a questão emaranhada.

Esta imagem vai, então, se modificando e se harmonizando através de movimentos que o terapeuta facilitador acompanha e orienta, até que se estabeleça o que ele considere o melhor movimento organizacional possível. Desta maneira, conclui-se a colocação da Constelação que terá apenas se iniciado, mas que continuará se estendendo por todo o tempo, em todo o sistema, sempre gerando e transferindo harmonia.

Você carrega consigo toda a história de uma corrente, de uma herança, de um envolvimento porque você não está só. E é fácil reconhecer que não há como estar sozinho. Nos seus olhos, na cor de sua pele, no seu rosto, no seu cabelo, nas suas aflições, ainda que por atitudes inadequadas você manifesta o seu elo, o seu pertencimento a um determinado sistema. É como se você quisesse se identificar no sistema e com o sistema, porque se identificando é como se você estivesse também autorizando que a sua família se mantenha e permaneça viva.

A todo o tempo, você está buscando a preservação e a sobrevivência desse sistema, dessa família, de forma que não haja qualquer possibilidade de que ele, ao qual você pertence, seja exterminado, porque , exterminando-o você se extermina também. Desta maneira, para garantir a sua continuidade, se identifica com seus antepassados para que eles permaneçam vivos.

Essa identificação é buscada pela alma, pelos seus sentimentos de lealdade ou amor a algum outro membro desse sistema com o qual possa se identificar, e assim declarar respeito e honra à expressão viva dos elos do seu sistema. E o único jeito de preserva-lo é permanecendo conectado a um elo. Mas você não precisa ser igual a esses elos ou a qualquer de suas qualidades ou des-qualidades para honrar, respeitar e preservar o sistema que lhe deu origem.

Desenvolvendo a sua própria identidade, você poderá criar novos elos, inclusive mais harmoniosos, os quais, quando desenvolvidos por você, estabelecem com as suas novas atitudes uma nova forma de mantê-lo vivo, a você e a todo o sistema ao qual você pertence.

Participe e experimente os benefícios de uma Constelação Familiar, e crie seu próprio juízo a respeito dessa grande oportunidade que nos é presenteada por Bert Hellingër: nos liberarmos para uma vida desemaranhada e plena de harmonia.

Com carinho de alma. Até o nosso próximo encontro.

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".