- Ano XII - nº 1 (80) - Dezembro 2017/ Junho 2018.                            Direção: Osiris Costeira

CONVERSAS AO REDOR DO FOGO - Osiris Costeira - osiris.costeira@uol.com.br

Cais do Valongo - Patrimônio Histórico da Escravidão no Brasil

 

Ao se falar da escravidão negra no Brasil, e em particular no Rio de Janeiro que era a capital do pais, é preciso que se lembre do Cais do Valongo, pela sua importância histórica e econômica, em termos de exploração do negro como escravo.

O Cais do Valongo é um antigo cais localizado na zona portuária do Rio de Janeiro, entre as atuais ruas Coelho e Castro e Sacadura Cabral.  Recebeu o título de Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO em 9 de julho de 2017 por ser o único vestígio material da chegada dos africanos escravizados nas Américas.

Construído em 1811, foi local de desembarque e comércio de escravos africanos até 1831, com a proibição do tráfico transatlântico de escravos. Durante os vinte anos de sua operação, entre 500 mil e um milhão de escravos desembarcaram no cais do Valongo.

Em 1843, o cais foi reformado para o desembarque da princesa Teresa Cristina de Bourbon-Duas Sicílias, que viria a se casar com o imperador D. Pedro II. O atracadouro passou então a chamar-se cais da Imperatriz.

Cais da Imperatriz, construído para receber Teresa Cristina quando veio se casar com Dom Pedro II, é o Cais do Valongo, considerado o maior porto de escravos das Américas do Séc. XIX.

  

Sítio arqueológico do Cais do Valongo e da Imperatriz

Rio de Janeiro

Cais do Valongo e da Imperatriz.jpg

 

Entre 1850 e 1920, a área em torno do antigo cais tornou-se um espaço ocupado por negros escravos ou libertos de diversas nações - área que Heitor dos Prazeres chamou de Pequena África.

 

A Pequena África, de Heitor dos Prazeres

http://www.revistaprosaversoearte.com/content/uploads/2017/02/Sambistas-de-Heitor-dos-Prazeres-696x575.jpg

 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".