- Ano I - nº 6 - Maio de 2007.                                                                              Direção: Osiris Costeira

CRISTALOCROMOTERAPIA - Margot Valle Ferreira.

A associação terapêutica entre cristais e cores.

Nos últimos artigos, venho abordando as aplicabilidades terapêuticas da Cristaloterapia e da Cromoterapia separadamente. Sabemos que ambas as terapias são capazes de estabelecer um perfeito contato com a natureza mais intrínseca do ser humano e que contribuem para saúde integral do ser. Entretanto, ambas possuem características comuns que poderíamos considerar como “pontos de interseção” entre elas em benefício do ser humano. Neste artigo, especificamente, abordarei as formas de associações entre essas práticas terapêuticas.

É muito comum a associação entre terapias holísticas distintas, com o objetivo de promover um tratamento mais integral ao cliente, o que pode, inclusive, diminuir o tempo deste tratamento. Tanto a Cristaloterapia quanto a Cromoterapia já possuem parcerias de sucesso para terapeutas e clientes com algumas técnicas igualmente holísticas. Como exemplo, posso citar a parceria da Cromoterapia com a acupuntura, originando a Cromopuntura; ou com a zonoterapia, formando a Cromozonoterapia; e, ainda, com a geometria, nascendo a Geocromoterapia. A Cristaloterapia também se associou a acupuntura, originando a Cristalopuntura – ainda pouco aplicada no Brasil; e pode ainda ser associada aos sistemas florais através dos elixires feitos de flores e cristais.

Em geral, numa sessão terapêutica, a interação entre cristais e cores já é praticada por muitos profissionais, mas não é uma unanimidade. Entretanto, esta prática deve ser incentivada, uma vez que juntas poderão agilizar o tratamento, pois possuem vários pontos em comum, como você poderá constatar a seguir:

As cores e a Relação com os Chakras.

As cores dos cristais podem ser relacionadas às cores dos chakras direta e independente do tipo de cristal. Um cristal laranja, por exemplo, poderá ser utilizado diretamente sobre o chakra Umbilical - que está associado a esta cor - quando a finalidade for tonificar a energia deste e, ao mesmo tempo, a cor-luz laranja poderá ser aplicada com a mesma finalidade. Vale a pena lembrar que o cristal funciona também como um catalisador e que, em contato com a energia de uma fonte luminosa, emite vibração.

O Uso no Ambiente.

As cores aplicadas nos ambientes possuem efeito psicológico, uma vez que refletem a cor-pigmento de uma determinada radiação. Os cristais quando expostos, também emitem sua vibração para o ambiente, impregnando-o. Por exemplo, para o quarto de uma pessoa que sofre de insônia pode-se combinar paredes em tons de azul-claro, que acalmam e relaxam e, como objeto de decoração, pode-se usar drusas de ametistas, que são indicadas para insônia.

O Uso Direto Sobre o Corpo.

O uso de cristais sobre o corpo não se limita a uma sessão terapêutica. Eles podem ser usados na forma de jóias variadas, de amuletos e talismãs. Já o uso das cores sobre o corpo fora de uma sessão terapêutica estará diretamente ligado ao vestuário. Neste caso, deve-se atentar para o fato de que, no caso, estaremos falando de cor-pigmento. E, portanto, deve-se levar em conta que, se uma pessoa necessita de cor vermelha, ao usar uma roupa nesta cor, esta radiação será refletida para o ambiente em função do pigmento preparado para refletir e não absorver determinada onda. Tomando esse cuidado básico, também é possível associar o uso de cristais às cores das roupas para um mesmo objetivo.

O Uso Através de Soluções.

A indicação de água solarizada poderá ser associada a cristais que tenham aplicações semelhantes. Por exemplo, ao indicar o uso de água solarizada com a radiação amarela para um problema no sistema digestório, pode-se perfeitamente, associar a Calcita Laranja. Este cristal tem a mesma cor e é indicado para problemas no mesmo sistema. Essa associação, possivelmente, corrigirá o problema em menor tempo de uso.

O Uso na Alimentação.

Embora não seja uma prática comum no Brasil, a ingestão de cristais é praticada na Índia, onde eles são transformados em pó e consumidos em pequenas doses. Entretanto, essa forma de uso, quando praticada, pode ser associada a ingestão de cores através de alimentos específicos, sejam pela tonalidade natural do mesmo ou pela correlação dos nutrientes e vitaminas que apresentem.

Como vimos, a associação terapêutica entre cristais e cores é simples e perfeitamente possível e sua prática, sempre que possível, deve ser utilizada, bastando para isso que o terapeuta conheça ambas as técnicas integralmente.

Até o próximo artigo e um forte abraço.

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".