- Ano III - nº 5(26) - Setembro de 2009.                                                     Direção: Osiris Costeira

A CAMA DE PREGOS DE TODOS NÓS

O meu grande amigo e Mestre em Reike Edmar de Albuquerque contava em suas palestras uma estória extremamente simples, mas que encerrava uma imensidão de ensinamentos, e que repercutem em mim até hoje, alguns anos já passados.

Contava ele que um vendedor, em suas viagens de rotina, parava sempre no mesmo posto de gasolina para abastecer o seu carro. Ao pedir ao frentista que completasse o tanque, ouvia, meio à surdina, um certo ganido choroso de um cão, mas não identificava aonde nem o porquê do “gemido”. E todas às vezes que ali parava, rotineiramente, ouvia a mesma coisa. 0 mesmo gemido sofrido e choroso de um cão. E não entendia.

Na vez seguinte que parou no mesmo posto e ouviu o mesmo “lamento”, não se conteve e perguntou ao frentista: “Que gemido é este que eu sempre ouço quando venho aqui?” E o frentista respondeu, simplesmente: “É um cachorro que passa os dias deitado numa cama de pregos, e não sai dalí.” “Mas deve doer, por isso ele geme!”, retruquei. E ele respondeu: “Ele se acostumou e não consegue sair, mesmo doendo. Só lhe resta gemer e gemer.”

E depois disso, entendemos melhor o que Mestre Edmar nos falava a respeito do comodismo e da aceitação do tipo de vida que, às vezes, nós vivemos, muitas delas sem prazer e, fundamentalmente, sem ser exatamente o que desejamos e o que planejáramos um dia.

Mas não fazemos nada, nada para mudar. Apenas gemer e lamentar a “falta de sorte”, os “azares da vida” ou nos “espiritualizados” aquele refrão clássico “esse é o meu karma”. E, continuamos a vidinha de sempre, esperando as “benesses” do próprio karma. Enquanto isso gememos, qual o cachorro do posto de gasolina. Eternamente.

Cremos que a vida merece de todos nós a busca constante da felicidade, como única obrigação, absoluta, que temos com a Vida. E ela requer uma constante mutação para exercitarmos o nosso Livre Arbítrio e evoluirmos, demonstrando todo o aprendizado adquirido. E as palavras-chave são criar, mudar, repetir, projetar, buscar, conquistar,  fazer-de-novo, tudo que for possível fazer para que cada dia seja um dia diferente de um mundo diferente, apesar de a meta ser a mesma: SER FELIZ

Não permitamos que fiquemos, eternamente, deitados numa cama de pregos, lamentando não termos outra alternativa de vida a não ser gemer. Gemer e sofrer. Gemer, sofrer e ser infeliz.

Levantemos desta cama e busquemos o que realmente nós queremos. É um direito e um dever que todos temos, e dos quais não abdicamos: VIVER PARA SER FELIZ.

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".