- Ano IV - nº 1(29) - Dezembro de 2009.                                                     Direção: Osiris Costeira

"DIAS MELHORES" E "MAIS FELIZES"

É inevitável no final de ano, como agora vivemos os últimos dias de Dezembro, que não tenhamos expectativas para o ano que está chegando, quando a esperança de dias melhores e mais felizes sempre comandam o nosso pensamento. E o nosso desejo.

E ao mesmo tempo nos perguntamos o que significa “dias melhores” ou “mais felizes”, tanto na nossa mente quanto na de milhões de pessoas que nos rodeiam neste mundo. Se pudéssemos entrar por um segundo no pensamento das pessoas veríamos que cada um é feliz a sua maneira e, consequentemente,  deseja  os seus dias melhores, provavelmente diferente dos de muitas outras pessoas.

Isso significa que o livre arbítrio de cada um condiciona a sua própria felicidade, independente daquilo que os outros acham ou gostariam que fosse desta ou daquela maneira. Por isso, há que respeitar os desejos das pessoas, da mesma maneira que os outros devem respeitar os nossos próprios.

E nesse conceito nasce a grande “verdade” na realização dos “dias melhores” e “mais felizes” que significa RESPEITAR, antes de mais nada, a nós mesmos para que possamos respeitar os outros, e desejar que também nos respeitem.

E respeitar é a grande verdade porque é uma das maneiras de se conjugar o verbo AMAR, o mais importante de todos os verbos para que tenhamos, não apenas no ano que se aproxima mas por toda a existência,  FELICIDADE  e alegria por existir, por compartilhar com os outros a nossa existência e podermos trocar experiências e aprendizados.

E junto do verbo AMAR caminha sempre um outro, as vezes esquecido e pouco usado, que é extremamente importante para que o verbo amar possa ser conjugado em todos os tempos e  modos: é o verbo PERDOAR. Com os dois juntos, todos os dias de todos os anos serão “dias melhores” e “mais felizes”.

Por tudo isso que falamos, desejamos a todos os amigos, colegas e leitores de TERAPIA DE CAMINHOS que amem sempre; se não puderem amar não odeiem; se odiarem peçam perdão e perdoem, e tentem amar outra vez.   Fiquem em Paz. 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".