- Ano VIII - nº 1 (65) - Dezembro 2013 /Janeiro de 2014.                            Direção: Osiris Costeira

OBRIGADO MADIBA

 

A Humanidade perdeu, no dia 5 de Dezembro último, um dos mais ilustres de seus representantes com o falecimento de Nelson Rolihlahla Mandela, carinhosamente chamado de MADIBA.

Além de advogado, líder rebelde e presidente da África do Sul de 1994 a 1999, considerado como o mais importante líder da África Negra, ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1993, e "Pai da Pátria" da moderna nação sul-africana, Madiba representou a personificação do AMOR entre as pessoas, lembrando que  TODOS SOMOS IGUAIS, e lutando para que isso fosse aceito, consagrado e praticado por toda a Humanidade, pelo menos pelos seus compatriotas na África do Sul.

Perseguido pelos seus adversários políticos que pregavam a segregação racial numa África "branca" de seus colonizadores europeus, Madiba amargou quase trinta anos na prisão, como única maneira de "calarem" a sua boca.

Contudo, tal estratégia foi a pior possível para eles e salvadora para os contrários do "apartheid", pois a sua imagem sempre ligada à prisão serviu de estímulo e bandeira para que o povo da África do Sul, apesar de humilhado e rebaixado pelos brancos, nunca desistisse da luta pela igualdade entre os Homens em sua pátria.

E com a libertação de Madiba, personalizou-se a liderança e a vontade de um mundo melhor e mais justo para brancos e negros, realmente iguais em tudo e para tudo, podendo servir de exemplo para o Mundo, cada vez mais dividido por raças, credos religiosos e condições sócio-econômicas das pessoas.

Por todos esses aspectos, somos gratos à Madiba que, com a coragem dos grandes iluminados, soube dizer a todos que para haver progresso é preciso haver união das pessoas.

E para haver união das pessoas visando o bem comum, de toda a Humanidade, temos que entender que o Universo é como uma grande orquestra sinfônica aonde todos têem uma importante participação, quer nos solos ou no conjunto, e que quando algum dos instrumentos "desafina" toda a orquestra perde, pois perde a Unidade.

E é na Unidade que nasce a Música, a harmonia entre  melodia e rítmo. E é na Unidade entre os Homens que nasce a evolução humana, a harmonia entre  aprendizado, conhecimento adquirido e prática, vizando a PAZ através de uma verdadeira qualidade de vida.

Obrigado Madiba, você foi - e continuará sendo - um dos grandes maestros que nossa orquestra sinfônica já teve a honra de ser dirigida. E por sua batuta cada vez mais se juntam novos músicos para tocar - juntos -  a grande Sinfonia da Vida, escrita e orquestrada pelo Grande Pai, o Pai Eterno.     

Obrigado, MADIBA.

 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

 

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".