- Ano III - nº 6(34) - Maio de 2010.                                                              Direção: Osiris Costeira

FLORAIS - Ana Lucia Magnelli - anamagnelli@uol.com.br

Florais de Minas VI. - FALTA DE INTERESSE PELAS CIRCUNSTÂNCIAS

Quando Bach desenvolveu este grupo de florais, acrescentou ATUAIS a seu nome. Breno, no desenvolvimento do seu grupo, optou por não colocar ATUAIS, mas parar em circunstâncias. Somente como esclarecimento, visto que os dois sistemas atuam do mesmo modo.

Bach desenvolveu o seu sistema com 7 essências florais. Breno adicionou a estas, mais 3. Vamos a elas, começando pelas similares e depois as diferentes.

 

Clematis/Rosmarinus – Pertence à família das Labiadas, e é o famoso Alecrim, com flores de cor azul-pálido. Recebe também os nomes Libanótis, Rosmarino, Alecrim de Jardim e Romero. Esta essência é para pessoas que vivem afastadas da realidade perceptiva, envolvidos em seu próprio mundo de sonhos e fantasias. Muito útil para pessoas sonolentas, quase nunca despertas. Não demonstram grande interesse pela vida. Passivo, desatento, distraído, memória fraca, imaginativo, sempre pensando no futuro, não vivendo o presente, pois é no futuro que as suas idéias se concretizarão. “É como se a alma da pessoa não conseguisse “vestir” o corpo físico”. Para Bach, neste tipo, é como se existisse um desejo sutil de morrer.

 

Honeysuckle/Madressilva  -  Pertence à família das Caprifoliáceas. A essência Madressilva é utilizada para aquelas pessoas que vivem presas ao passado, ao tempo que para elas era bom. Viver no presente causa dor pelo tempo ter passado. São pessoas saudosistas, conservadoras, nostálgicas. São pessoas que já viveram felizes, no passado e, no presente, só restam lembranças.

 

Wild Rose/Rosa Canina – Pertence à família das Compostas, também conhecida como Rosa Silvestre, Silva Macha e Roseira Cão. Esta essência é utilizada para pessoas apáticas, resignadas, conformadas com as situações adversas. Passam pela vida aceitando-a como ela é sem tentar modificá-la para ficar melhor. Muito útil para a pessoa que sofreu uma grande decepção amorosa e resolveu “congelar” o seu coração para a vida, transformando-se em desconfiada e retraída. A essência atua descongestionando o chakra cardíaco.

 

Olive/Sempervivum – Pertence à família das Compostas, sendo conhecida também como Imortal, Perpétua, Amaranto, Eterna, Flor de Diana, Erva de São Pedro e Helicriso. Para pessoas que se sentem esgotadas física e psiquicamente, que sentem faltar-lhes forças para as tarefas diárias. Para os estados depressivos, para a fraqueza e prostração. Para os longos estados de adversidade que levaram a pessoa à exaustão de sua vitalidade. Útil nos estados de estresse, debilidade crônica e convalescença. Esta essência atua restaurando e regenerando a energia vital.

 

 

White Chestnut/Momordica – É um cipó herbáceo da família das Cucurbitáceas, também conhecida por Melão de São Caetano, Erva de Lavadeira, Melãozinho, Fruta de Negro, Erva de São Vicente e Fruta de Cobra. É útil para as pessoas que se apegam obsessivamente a uma idéia, e todos os seus pensamentos ficam como que “agarrados” a tal idéia, não permitindo que a pessoa mude o foco de suas preocupações. Para as pessoas que se torturam mentalmente (dormem e acordam com o mesmo pensamento) sem conseguir encontrar um momento de paz para descansar ou se concentrar em outra coisa. A essência atua desenvolvendo a paz tão necessária para viver.

 

Mustard/Sinapsis -   Da família das Crucíferas, é a nossa Mostarda. Esta essência é muito usada nas pessoas que apresentam tristeza, desesperança ou melancolia, sem causa definida. São crises sem aparente explicação. Nas crises, a pessoa apresenta-se isolada, introvertida, letárgica, com uma reduzida percepção sensorial. Seu olhar não possui vida. A pessoa sente-se “morta”, podendo até ter idéias suicidas. Estas crises podem aparecer em determinados momentos e depois, da mesma forma que vieram, vão embora. Mas também podem persistir durante toda a vida. A essência ajuda a pessoa a acender a luz interior tão necessária para viver.

 

Chestnut Bud/Salvia – Pertence à família das Labiadas. Essência muito usada para aquelas pessoas que não conseguem aprender com os seus próprios erros e vivem sempre repetindo os mesmos padrões mecanicamente. É como se a pessoa deslizasse pela vida, sem incorporar nenhum aprendizado das situações vividas, agindo automaticamente. Para pessoas superficiais, que possuem uma visão mais materialista da vida.

 

Agora as 3 novas essências acrescentadas por Breno.

 

Margarites – Planta herbácea, da família das Compostas. Nossa famosa Margarida. Essa essência é muito utilizada para aquelas pessoas que possuem uma visão fragmentada da vida, não conseguindo correlacionar os eventos, pois estão fixados na ilusão das aparências externas, faltando-lhes uma maior integração com o seu corpo intuitivo. Interpretando a realidade muito materialmente, tendem a apresentar uma intelectualidade árida, desconexa e particular. Supervaloriza a especialização em detrimento dos valores espirituais. Mesmo possuidor de conhecimentos, eles se apresentam estéreis, isolados, separados entre si, sendo de pouco valor para os seus próprios dilemas existenciais. A essência floral Margarites vem contribuir para a plena dinamização do fluxo energético entre os lóbulos cerebrais direito (intuitivo) e esquerdo (racional). Ajuda na integração de um conjunto de informações, na tomada de decisão, na escolha de um caminho.

 

Myosotis – Da família das Borragináceas, é também conhecida como Não-me-esqueças e Não-te-esqueças. Essência floral muito usada para aquelas pessoas que viveram uma perda afetiva muito grande e que não conseguem se esquecer, sentindo profundamente a ausência afetiva da perda. É uma essência floral “consoladora”, pois ajuda nas “despedidas” (morte de entes queridos, amigos, perdas). Traz consolo a Alma dilacerada, auxiliando-a a lidar com a saudade.

 

Anil – Planta da família das Leguminosas, é também conhecida por Quebra-dentes, Caá-Chica e Timbó-mirim. Segundo Breno, é uma essência floral geriátrica, pois age como um tônico mental nos quadros em que tais debilidades são adquiridas circunstancialmente. Para o enfraquecimento nas capacidades intelectuais e sensoriais, senilidade, degenerescência cerebral, esquecimentos, esclerose, atrofias, perda de memória. A essência atua ativando a circulação cerebral, regenerando os neurônios danificados.

 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".