- Ano V - nº 6(46) - Maio de 2011.                                                              Direção: Osiris Costeira

FLORAIS - Osiris Costeira - osiris.costeira@uol.com.br

Os Florais de Bach e a Experiência Laboratorial

Os Florais de Bach, uma das terapias holísticas mais usadas no mundo, realiza toda a sua ação terapêutica através do fator “ENERGIA”, da mesma forma que todos os outros florais, elixires, gemas, águas vibracionais também usam a energia como “matéria prima”.

Nas terapêuticas não holísticas, desenvolvidas e preconizadas pelas terapias acadêmicas, as substâncias dos medicamentos utilizam reações químicas, moleculares e iônicas, para liberarem os seus efeitos benéficos e produzirem as ações de cura necessárias à recuperação da saúde e do equilíbrio físico do organismo.

As reações químicas, dos medicamentos clássicos ou alopáticos, são rotineiramente testadas em laboratórios de pesquisa desde a sua criação molecular até os ensaios clínicos para se determinar dosagens, indicações clínicas, secundarismos, contra-indicações, etc. Isso confere, aos médicos e pacientes, “segurança” na hora de prescrever e de usar.

As terapias holísticas, em sua grande maioria, como os Florais, não oferecem rotineiramente os mesmos recursos de estudos visto que a sua “matéria prima”, a ENERGIA, não é ainda devidamente quantificável/qualificável em laboratório para a suposta “segurança” em seu uso.

Para os mais rígidos em termos de farmacologia e medicamento, este é um dos empecilhos para a não aceitação de determinadas terapias, como os Florais, para o seu uso.

Pesquisando algumas revistas científicas de pesquisa farmacêutica, apenas nas publicações brasileiras, encontramos um estudo extremamente interessante em que se observa, em termos de laboratório experimental, a atuação terapêutica de algumas essências dos Florais de Bach em animais de pesquisa, o que oferece um horizonte animador para as respostas que a Ciência, às vezes, requer para a aceitação de determinados conceitos.

O artigo consta da Revista Brasileira de Farmacognosia - 16(3): 365-371, Jul/Set 2006 – “Avaliação dos efeitos centrais dos florais de Bach em camundongos através de modelos farmacológicos específicos”, assinado por Márcia M. De-Souza, Milene Garbeloto, Karin Denez e Iriane Eger-Mangrich, desenvolvido no Núcleo de Investigações Químico Farmacêuticas, Centro de Ciências da Saúde, da Universidade do Vale do Itajaí (SC), e pelo Curso de Naturologia Aplicada da Universidade do Sul de Santa Catarina, Campus  Florianópolis.

Os autores resumem o seu trabalho da seguinte maneira:

Os Remédios Florais de Bach (RFB) constituem um método alternativo de tratamento usado largamente na terapêutica de várias patologias em muitos países do mundo. Os RFB são reconhecidos como tratamento natural pela OMS desde 1956. Embora o mecanismo de ação dos RFB ainda não tenha sido elucidado, eles vêm sendo indicados para o tratamento de várias doenças neuropsiquiátricas. O objetivo do presente trabalho foi detectar possíveis efeitos centrais dos RFB em modelos farmacológicos utilizados na pesquisa de substâncias com efeitos ansiolíticos, hipnóticos, antidepressivos e neurolépticos. Para tanto, camundongos receberam um tratamento agudo via oral (0,45 mL) 1 hora antes dos testes. Os resultados mostraram que os florais Gorse e, em conjunto, White Chestnut, Agrymony e Vervain exibiram perfis antidepressivo e hipnótico, respectivamente. No modelo de ansiedade foi detectado efeito ansiolítico do floral Agrymony. Entretanto, não foram observados efeitos neurolépticos do floral Clematis. Os resultados nos levam a sugerir que os efeitos centrais dos florais avaliados podem ser parcialmente detectados através de modelos farmacológicos utilizados na pesquisa de agentes psicotrópicos.

Como se depreende dessas observações, os resultados laboratoriais que a prática terapêutica já nos oferecia há 75 anos com os Florais de Bach, nada têm de mágico ou de místico, em que energia e matéria se completam e se entrosam como um único elemento. Da mesma forma que corpo e espírito representam um único Ser. O Homem.  

   

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".