- Ano VI - nº 3 (54) - Março/Abril de 2012.                                                                Direção: Osiris Costeira

OS GRANDES MESTRES - Osiris Costeira - osiris.costeira@uol.com.br

 

Mestre Djwhal Khul - O Tibetano

     II - Os Ensinamentos do Mestre

Seria extremamente difícil, diríamos quase impossível, resumir os ensinamentos de Mestre Khul, o Tibetano, em algumas edições de um site para que pudéssemos transmitir todo o significado de sua filosofia.

Contudo, a nossa idéia é lançar o seu conceito, extremamente válido e sempre atual, para que possamos tentar usá-los para melhorar não apenas cada um de nós, mas toda a Humanidade.

Separamos alguns aspectos, considerados básicos no conceito geral, para a nossa divulgação:

VALORES PARA VIVENCIAR

1)- Amor à Verdade - essencial para uma sociedade justa, inclusiva e progressista.

2)- Sentido de Justiça - o reconhecimento dos direitos e necessidades de todos e de tudo.

3)- Espírito de Cooperação - baseado na boa vontade ativa e no princípio das corretas relações humanas.

4)- Sentido de Responsabilidade Pessoal - para com o grupo, a comunidade e os assuntos nacionais.

5)- Servir ao Bem Comum - através do sacrifício do egoísmo. Somente o que é bom para todos é que é bom para cada um.


* Estes são valores espirituais que inspiram a consciência e conscientizam aqueles que trabalham para criar um modo de vida melhor.

* O Destino de todos os povos e nações está determinado pelos valores que governam suas decisões.

* Este é um período de crise de importância para os povos do mundo. Deveria ser um momento de reavaliação. Um valor é o conceito relativo assinalado por nós para algum aspecto da vida diária, ou um reconhecimento, ou uma excelência ou utilidade intrínseca reconhecida. Isto pode ser uma questão de opinião e, portanto, discutível.

* Mas muitos valores na vida humana são básicos para o “bem-estar geral de todos os povos” abrangendo a atividade normal do dia a dia e a tarefa comum. Os princípios estabelecidos na Declaração Universal dos Direitos Humanos das Nações Unidas são uma constante recordação para todos os povos do mundo sobre as metas fundamentais e pureza de motivo que influenciam decisões.

* Hoje, numa rápida transformação mundial, vemos um confronto fundamental entre o velho e o novo; formas cristalizadas, desgastadas e idéias progressistas, interesse egoísta e bem-estar humano, nacionalismo e consciência planetária, valores materiais e valores espirituais.

* Os valores materiais confinam um indivíduo, um grupo ou uma nação, dentro de limites determinados pelas formas de vida criadas para servir seus próprios interesses. As formas podem mudar, mas se motivos de mesquinhos auto-interesses permanecem, nada resulta dos valores da cultura e civilização humanas.

* Os valores espirituais dizem respeito à iluminação, à liberdade e crescimento criativo da raça humana. Promovem a tendência humana inata para a síntese e a totalidade. Expandem os horizontes da visão e da capacidade humanas. Podem ser simbolizados como uma espiral ascendente de infinita potencialidade.

* Os valores espirituais de maior importância são aqueles que nos elevam fora das nossas preocupações egoístas. O egocentrismo não beneficia a ninguém, incluindo a própria pessoa, de tão interdependente e inter-relacionada como se tornou a sociedade humana.

* O “sacrifício do egoísmo” liberaria novos valores na vida nacional e internacional. Poderia apressar o fim da corrida armamentista, ainda perpetuado por motivos de poder e interesse econômico, e mostraria o caminho em direção ao desarmamento e à paz mundial, prevista e assegurada na Carta das Nações Unidas.

* O sacrifício do egoísmo prepara para o compartilhamento e para a contribuição de todos os indivíduos da sociedade no crescimento e prosperidade do todo. Prepara para a responsabilidade, a preocupação e o comprometimento para a totalidade em atitudes e ações, para uma nova perspectiva sobre a vida e seus valores verdadeiros.

* Os verdadeiros valores dos povos do mundo se baseiam em alguns princípios ou qualidades: unidade, tranquilidade, harmonia social, segurança, liberdade, e bem-estar geral “para todo o povo”. Em tal estrutura, o senso de responsabilidade se desenvolve lado a lado com os direitos e liberdades para os quais todos estão habilitados; confiança mútua e respeito provêem a salvaguarda.

* Cada nação, grande ou pequena, pode fazer sua parte. A opinião pública esclarecida, focada e determinada é a mais potente força no mundo e pode criar a necessária liderança moral. Façamos com que a nossa renúncia ao egoísmo e ao materialismo ilumine o caminho para um futuro melhor para a humanidade.


O SACRIFÍCIO DO EGOÍSMO

*  Os obstáculos para uma nova e melhor ordem mundial para toda a humanidade podem ser resumidos numa palavra, egoísmo – nacional, racial, político, religioso, econômico e individual.

*  Novos valores pelos quais viver são desesperadamente necessários se nosso planeta, como nós o conhecemos, deve sobreviver. O egoísmo pode ser transcendido e a visão de um mundo melhor pode tornar-se realidade.

* Chegou o momento, neste mundo interdependente, para os indivíduos submergirem seus interesses pessoais em proveito do grupo; para o grupo ou grupos unirem seus interesses no bem nacional; para as nações abdicarem de seus propósitos e metas egoístas favorecendo as corretas relações internacionais e o bem da humanidade como um todo.

* Há uma crescente tendência de aspiração rumo a uma nova visão por melhores estilos de vida para todas as pessoas em qualquer lugar do mundo. A consciência humana está se abrindo para a impressão espiritual e para o claro entendimento de que há desejáveis valores espirituais a serem construídos em todos os aspectos da vida, substituindo o materialismo que tem controlado o gênero humano há séculos. Esses valores dizem respeito às atitudes essenciais da mente e do coração, as quais determinam ações e criam as circunstâncias da vida cotidiana.

* O sacrifício do egoísmo incrementaria os laços de entendimento entre os povos do mundo, através da substituição prática pela cooperação internacional, tolerância mútua e colaboração entre povos e nações. Pode liberar os homens e mulheres de todas as nações das limitações de preocupação e de necessidade rumo à liberdade, liberdade de expressão e de culto, e liberdade para progredir mental e espiritualmente.

 

VALORES HUMANOS NA VIDA COTIDIANA

* Virá uma época na história da humanidade, quando um vasto número de pessoas tiver despertado para o melhor dos assuntos e valores espirituais, que as antigas atitudes e atividades se tornarão eternamente impossíveis em larga escala.

* A meta da nova ordem mundial é certamente que cada nação, grande e pequena (com direitos iguais e proporcionais garantidos às minorias) possa prosseguir com sua própria cultura individual e realizar a sua própria salvação, mas que cada uma e todas possam desenvolver a clara compreensão que elas são partes orgânicas de um todo corporativo e deverão conscientes e de forma abnegada contribuir para o todo.

* Esta compreensão já está presente no coração de incontáveis pessoas em todo o mundo; isto acarreta grande responsabilidade. Quando inteligentemente desenvolvida e sabiamente manejada levará às corretas relações humanas, à estabilidade econômica, baseada no espírito de compartilhamento, e a uma nova orientação de indivíduo a indivíduo, de nação a nação, e de todos para esse supremo poder a que nós damos o nome de Deus.

* Expressada em termos nacionais, essa compreensão elimina o conflito e a competição de muitos aspectos da sociedade. Enquanto cada grupo luta para si mesmo e seu próprio interesse, não pode haver “harmonia social”, nem tranquilidade, nem segurança ou união, nem liberdade ou bem-estar.

* O valor humano fundamental necessário hoje como base para uma vida melhor na sociedade na qual vivemos é a simples e fácil utilização da energia da boa vontade. A Boa Vontade é uma atitude abrangente e cooperativa da mente; é “amor em ação”; incita a justiça e a honestidade nas pessoas de influência e autoridade. Ela é, verdadeiramente, a pedra angular de uma sociedade humana que responde aos valores da nova era.

* Sustentemos em pensamento e ação aqueles que agem com boa vontade no interesse do “bem-estar geral de todos os povos".

Kathlyn L. Kingdon, fundadora, nos Estados Unidos da América, do Vajra Flame Foundation, co-fundadora do Madison Street Counseling Center, do Women’s Mysteries Tours, e do  Rocky Mountain Enneagram Center, dirige um site – MASTER DK. The Official Website of Ascended Master Djwhal Khul (The Tibetan) - dedicado a difundir os ensinamentos de Mestre Djwhal Khul, como se pode ver, a seguir. pelo video:

                                        http://www.masterdk.com/

 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".