- Ano IX - nº 4 (73) - Setembro / Outubro / Novembro de 2015.                           Direção: Osiris Costeira

TERAPEUTAS E TERAPIAS - Osiris Costeira - osiris.costeira@uol.com.br

As Buscas de Willhelm Reich

 

Willhelm  Reich, importante personagem do pensamento psiquiátrico do século XX, nasceu em 24 de Março de 1897, em  Dobrzanica, pequena aldeia do distrito de Peremyshliany, no Noroeste da Ucrânia (Império Austro-Hungaro) em uma família de abastados negociantes judeus.

Era filho de Leon e Cecilie Reich. Pouco tempo depois de seu nascimento, a família Reich mudou-se para o Sul, Bukovina, onde o pai foi gerenciar uma grande fazenda na localidade de Jujinetz.

O jovem Wilhelm foi educado segundo a cultura alemã, mantido sempre afastado dos grupos judeus e da cultura iídiche, tendo, até os 13 anos, professores particulares, somente então indo para o Liceu de Czemowitz, com o falecimento de sua mãe, que se suicidou.

Com o falecimento também de seu pai, a família ficou quase que na miséria, principalmente quando eclodiu a 1ª Guerra Mundial e teve a sua casa invadida pelo Exército Russo. Desta maneira, alistou-se no Exército Austríaco, chegando à patente de Tenente.

Em 1918, com o término da guerra, Wilhelm Reich volta à vida civil, ingressando na Faculdade de Direito, mas logo se dá conta de que não era o seu destino, e transfere-se para a Faculdade de Medicina.

Terminou o curso de medicina em 1922 especializando-se em Psiquiatria, passando a trabalhar com Paul Schilder com técnicas de hipnose e psicoterapia.

Em 1924 faz pós-graduação sendo, posteriormente, membro integrante da Sociedade Psicanalítica de Viena até 1930, quando foi expulso por sérias divergências com S. Freud, a quem conhecera em 1919 em um Seminário sobre Sexologia.

Durante este período na Sociedade Psicanalítica, procurou extrair consequências teóricas, clínicas, pedagógicas e políticas da teoria freudiana da libido.

Wilhelm Reich

Descrição: http://www.biografiasyvidas.com/biografia/r/fotos/reich.jpg

 

Empreendendo no âmago do movimento psicanalítico uma série de pesquisas originais, Reich elaborou no período de 1922/1926 a Teoria da Potência Orgástica, teoria essa que se tornou o eixo de sua obra, em que diz “Potência orgástica é a capacidade de se entregar ao fluxo da energia biológica, sem qualquer inibição; a capacidade de descarregar completamente, por meio de convulsões involuntárias e prazerosas do corpo, a excitação sexual acumulada” (“The function of the orgasm: Volume I of the Discovery of the orgone”, Ed. Condor Book, 1989).

Além de ampliar sua metodologia terapêutica (em 1935 surge a Vegetoterapia Caractero-Analítica), Reich detectou em 1939 uma energia que atuaria em estratos biológicos profundos.

Logo em seguida, seus experimentos levaram-no a crer que aquela singular energia, inicialmente observada em seres vivos, existia também na atmosfera. Denominou, então, esta força básica como “energia  orgone cósmica”, ou orgônio, e fundou um novo ramo de pesquisa: a Orgonomia.

 

Wilhelm Reich e o acumulador de Orgone

Descrição: http://a5.files.psmag.com/image/upload/c_fit,cs_srgb,dpr_1.0,q_80,w_620/MTI3NTgyNTA3MzgxMDgyMTIy.jpg

 

Foi casado com sua paciente Annie Reich, que se tornaria psicanalista e de quem se divorciou em 1932, tendo com ela duas filhas. Viveu mais tarde com a bailarina Elsa Lindenberg, de quem se separaria ao partir para os Estados Unidos da América. Ao chegar na América, casa-se com  Ilse Ollendorf, com quem teve um filho. Mais tarde, ao se divorciar de Ilse, vive uma ligação amorosa com a bióloga Aurora Karrer, sua última companheira.

Em 1933 é forçado pelo nazismo a sair da Alemanha, indo para Oslo, Noruega, até 1939, quando se transfere para os Estados Unidos da América, conseguindo divulgar suas idéias, e publicando em 1942 o seu livro “A Função do Orgasmo”, um marco em sua trajetória cultural.

Em 1954 passa a ser investigado pelo FDA (Federal Food Administration) pela comercialização de determinados recursos terapêuticos, como a caixa orgônica, baseados na energia orgônica universal que criara, sendo prescrito inclusive para quadros cancerosos sem comprovação científica.

Em função disso, é processado e preso em 12 de Março de 1957 e, ainda preso, morre de ataque cardíaco em 3 de Novembro do mesmo ano.

 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".