- Ano IV - nº 6 (34) - Maio de 2010.                                                                              Direção: Osiris Costeira

TERAPEUTAS E TERAPIAS - Osiris Costeira - osiris.costeira@uol.com.br

MORENO: DO TEATRO DO IMPROVISO AO PSICODRAMA

Há divergências quanto à data de seu nascimento, mas a maioria dos autores assinala que Jacob Levy Moreno, o criador do Psicodrama, de raízes romenas, turcas, judias, cristãs e austríacas, nasceu em 18 de Maio de 1889, à tarde, em sua própria casa, em Bucareste, Romênia.

Alegam os autores que a confusão entre as datas 6 de Maio e 18 de Maio é devido à mudança no calendário romeno. Mas o ano, acrescentam, de 1889 é confirmado em sua certidão de nascimento.

Contudo, Pierre Morel, em seu Dicionário Biográfico PSI (Jorge Zahar Editor, Rio de Janeiro, 1997) observa, textualmente: “Foi no Danúbio, a bordo de um barco, que Moreno veio ao mundo, mas seu nascimento foi registrado em Bucareste, em 1896.”

Porém, mais importante do que as divergências desses dados, foi a influência em sua vida de sua mãe – Pauline – que, apesar de jovem (tinha 16 anos quando Moreno nasceu) era fervorosa, cheia de idéias e sonhos, grande contadora de histórias e versátil em idiomas, e de seu pai – Nissim – sério, autoritário, sempre muito ausente de casa, e que iria, mais tarde, se separar de Pauline, indo cada um viver em cidades diferentes.

Diplomado e Doutor em Medicina pela Universidade de Viena em 1917, desenvolveu, anteriormente, atuações experimentais com grupos de refugiados nos tumultuados anos precedentes à Primeira Guerra Mundial, núcleo inicial de toda a sua futura criação terapêutica.

Em 1921, conseguiu fundar o “Stegreiftheater” (Teatro do Improviso), que funcionaria por 3 anos, e no qual tanto os atores quanto o público tinham o direito de expressar-se. Nas apresentações, Moreno tentava expurgar a platéia de uma doença que era o sentimento geral de descontentamento e revolta que pairava em Viena no pós-guerra. O público eram elenco e autor; a peça sobre a situação. Esse terreno de observação lhe daria a idéia do “desrecalque pulsional”, elemento básico da sua reflexão sobre Psicodrama.

Também são dessa época as primeiras idéias sobre Sociometria, desenvolvidas mais tarde. Em 1925 emigrou para os Estados Unidos, e nessa fase imaginou diversas variantes para o Psicodrama: a cadeira vazia, o duplo, o jogo do espelho, a inversão dos papéis, e o Sociodrama, versão coletiva e sócio-cultural do Psicodrama, que tem uma dimensão individual. 

Dando continuidade ao Teatro do Improviso, funda em 1927 o Impromptu Theatre, no Carnegie Hall, e em 1936 o Beacon Hill Sanatorium, seu próprio hospital para doentes mentais, na cidade de Beacon.

Casa-se com Florence Bridge em 1938, com quem teve uma filha, Regina. Todavia, este casamento não deu certo e, somente, em 1941 Jacob Levy Moreno iria encontrar sua eterna companheira, Celine Zerka Toeman, com quem viveu até o fim de sua vida, tendo com ela, em 1952, um filho, Jonathan. Faleceu, em 1974, com oitenta e cinco anos, calma e suavemente em Beacon, cercado de amigos e de alunos.

Mas em que consistiu a grande contribuição de Moreno, o Psicodrama, às terapias naturais e holísticas?

Definida pela Federação Brasileira de Psicodrama como “método de pesquisa e intervenção nas relações interpessoais, nos grupos, entre grupos ou de uma pessoa consigo mesma. Mobiliza para vivenciar a realidade a partir do reconhecimento das diferenças e dos conflitos, e facilita a busca de alternativas para a resolução do que é revelado, expandindo os recursos disponíveis” tem sido amplamente utilizada na educação, nas empresas, nos hospitais, na clínica e nas comunidades. 

Ainda segundo o pensamento da Federação Brasileira de Psicodrama, “o Psicodrama é parte de uma construção, muito mais ampla, que é a Socionomia. Na verdade, a denominação da parte foi estendida para o todo e, quando as pessoas usam o termo Psicodrama estão, geralmente, se referindo à Socionomia. Ciência das leis sociais e das relações, a Socionomia é caracterizada fundamentalmente por seu foco na intersecção do mundo subjetivo, psicológico, e do mundo objetivo, social, contextualizando o indivíduo em relação às suas circunstâncias.”

A prática psicodramática, em suas inúmeras modalidades, começa pelo envolvimento das pessoas com o tema ou com a experiência a ser vivenciada, através de lembranças ou de histórias do cotidiano dos indivíduos e/ou das organizações. Cabe ao diretor manejar as técnicas psicodramáticas, como recursos de ação, para garantir o envolvimento do grupo e a escolha da cena protagônica, que refletirá a experiência dos presentes.

Ele vai convidando todos para participarem na criação conjunta do enredo, favorecendo a emergência da realidade grupal. Finaliza-se com os comentários, inicialmente dos participantes da cena e depois do grande grupo, com a identificação da realidade que acaba de ser vivenciada e com o levantamento de soluções possíveis para as questões abordadas.

Uma viagem ao Psicodrama no Brasil revela que diferentes Estados do país deram a sua contribuição a esta abordagem psicoterápica que ganhou força na década de 70.  O resgate deste processo foi feito pela professora Julia Maria Calusari Motta, doutora em Psicologia Social e Saúde Coletiva no livro que organizou: “Psicodrama Brasileiro. Histórias e Memórias”.

No final da década de 40, por exemplo, o pioneiro Alberto Guerreiro Ramos, com Abdias do Nascimento, criador do Teatro Experimental do Negro, desenvolveu seu trabalho no Rio de Janeiro. Ele realizou seminário sobre Grupoterapia e promoveu psicodramas com o tema das etnias.

Em São Paulo, houve um acontecimento marcante em 1970, durante a ditadura militar. Na época em que as manifestações eram proibidas, foram realizados, em conjunto, o V Congresso Internacional de Psicodrama e o I Congresso Internacional de Comunidade Terapêutica que propunham a comunhão de indivíduos e a discussão de idéias – uma proposta considerada subversiva na época.  

Uma consulta aos sites da Federação Brasileira de Psicodrama e da Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama, além de vivenciar os vídeos sobre o assunto, poderá lhes oferecer uma visão bem ampla da magnitude da contribuição de Jacob Levy Moreno.

 *www.febrap.org.br/

*www.abps.com.br

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".