- Ano IV - nº 6(34) - Maio de 2010.                                                                           Direção: Osiris Costeira

LEITURA CORPORAL - Osiris Costeira - osiris.costeira@uol.com.br

O Corpo Humano: O Grande Genoma

II - Segmento Cefálico - 1ª Parte

 

O segmento cefálico é constituído pela face, orelhas e couro cabeludo, e representa a elaboração da mostragem, da apresentação, da representação daquilo que é experimentado como desejo de ação.

FACE

A face apresenta, topograficamente, duas divisões básicas a serem consideradas: sentido vertical e sentido horizontal

No sentido vertical, considerando-se a Linha Alba, é dividida em hemiface direita e hemiface esquerda.

A Hemiface Direita relaciona-se com a apresentação e exposição do eu social; registra as introjeções paternas, ou substituto, no desenvolvimento da personalidade; expressa os hábitos comportamentais adotados na vida social, e identifica, através dos traços faciais, as características estruturais da personalidade. 

A Hemiface Esquerda relaciona-se com a apresentação e exposição do eu pessoal; registra as introjeções maternas, ou substituto, no desenvolvimento da personalidade; codifica os registros da relação do eu afetivo e emocional, e identifica, através dos traços faciais, as características estruturais da pessoa.

No sentido horizontal a face é dividida em 3 segmentos:

Primeiro Segmento Facial ou Segmento da Racionalidade, que compreende a região da testa (entre a linha da primeira camada de fios de cabelo e o vértice do nariz – sutura frontonasal), relaciona-se com os processos de organização e evolução do pensamento; expressa os níveis de desenvolvimento e as formas de utilização da racionalidade e as funções do Corpo Mental, e se associa aos 3º e 6º Chakras/Centros de Força no que se refere aos processos de desenvolvimento do equilíbrio entre razão/emoção e de compreensão/síntese dos impulsos internos e externos.

Segundo Segmento Facial ou Segmento da Moralidade e Emoção, que compreende a região do nariz (espaço limitado pelo vértice do nariz – sutura frontonasal – e a inserção do septo nasal), relaciona-se com os processos de organização e evolução dos impulsos de sociabilização do indivíduo; emite impulsos que ativam a flexibilidade comportamental e física do indivíduo; vibra impulsos que estimulam o reconhecimento, nutrição e satisfação das necessidades vitais dos Corpos Físico e Emocional, e associa-se aos 1º e 4º Chakras/Centros de Força no que se refere ao desenvolvimento das funções adaptativas e dos processos de emoção, exteriorização e sociabilização dos impulsos internos.

Terceiro Segmento Facial ou Segmento da Sexualidade, que compreende a região da boca, que se inicia na inserção do septo nasal e se completa no maior ângulo do queixo – linha mais inferior da formação facial relaciona-se com os processos de organização e evolução dos impulsos de auto-satisfação e realização do prazer; expressa os níveis de desenvolvimento e as formas de utilização da energia sexual, e associa-se aos 2º e 5º Chakras/Centros de Forças, no que se refere aos processos de desenvolvimento da relação saúde/prazer e da expressividade criativa.

Para a Fisiognomonia Chinesa a separação horizontal da estrutura da face obedece ao Princípio das Três Porções e aos Três Estágios da Vida. Para os chineses a porção superior, ou Primeiro Segmento Facial, corresponde ao CÉU, e o seu período corresponde à infância, entendida como até 28 anos de idade. A porção média, ou Segundo Segmento Facial, representa o HOMEM, correspondendo à meia-idade vista como de 29 a 50 anos. E a porção inferior, ou Terceiro Segmento Facial representa a TERRA, fechando o conceito da Trindade Ceu-Homem-Terra, correspondendo à velhice, conceituada como dos 51 aos 75 anos, idade que imaginavam como limite da vida humana, quando da conceituação desses princípios, provavelmente entre 480 e 220 aC.

Pode-se imaginar, de uma maneira absolutamente simplista, que a figuração de Deu-Homem-Terra representa os relacionamentos da individualidade humana com a Divindade, com ele próprio como pessoa, e com a materialidade em que vive, o seu chão. Da mesma maneira, poderemos atribuir as características anatômicas das três porções às características peculiares das três fases da vida do indivíduo, hoje podendo viver para além dos 75 anos.

Na descrição panorâmica das características da face, necessário se faz uma visão detalhada da importância e significação de cada uma das suas partes constituintes, para que se possa ter uma visão global do que a face de determinado indivíduo pode nos informar.  

1-Testa

As principais funções da testa, para a Leitura Corporal, seriam a estruturação e organização do pensamento, do conhecimento e da razão; a emissão de impulsos que estimulam a “presença” do indivíduo e os mecanismos necessários à transformação do pensamento em formas de expressão, ação e/ou realização, e o cumprimento das funções do Primeiro Segmento Facial, associado à vesícula nos processos de armazenamento e utilização da memória individual e coletiva.

Além disso, para a Fisiognomonia Chinesa, a testa contém uma grande quantidade de informações e segredos acerca da vida: felicidade na infância, inteligência, capacidade mental (incluindo memória, raciocínio lógico, imaginação e intuição) e posição social. Para tanto, costumam dividir as pessoas como portadoras de testa favorável e de testas não favoráveis, inclusive fazendo separação entre testas femininas das masculinas.

Em “Psicologia del Rostro - Iniciación a la Fisiognomía”, de Marina Pombar (Editorial Aspásia, México, 2008) encontramos interessantes observações referentes aos diversos tipos de testas. Nelas observamos que as Testas Largas são típicas de pessoas sonhadoras, fantasiosas, românticas, imaginativas e que adoram manter “conversações” imaginárias em sua mente; as Testas Estreitas falam de pessoas de mente ágil e ordenada, que possuem uma boa memória para os fatos e têm atenção centrada no presente, além de cuidadosas e precisas; as Testas Quadradas são típicas de pessoas ordenadas e sistemáticas e que somente quando se acham seguros de si aceitam imposição de responsabilidades; as Verticais identificam pessoas muito independentes que gostam de trabalhar sozinhas, e não necessitam da aprovação dos demais para buscar seus objetivos, mas, por isso, são solitárias e isoladas dos grupos; as Arredondadas (começam reta sobre as sobrancelhas e logo se inclinam até o inicio do cabelo) são observadas em indivíduos adaptáveis e que incorporam, com facilidade e de bom grado, as idéias dos outros aos seus próprios planos; e, finalmente, as Testas Inclinadas identificam pessoas sociáveis e excelentes trabalhadores em equipe. Além desses aspectos, Marina Pombar lembra que rugas horizontais na testa falam de pessoas que vêm a vida “excessivamente a sério”, dedicando-se em demasia a detalhes nem sempre importantes. Quando se apresentam muitas rugas podem representar diversidade de interesses, e as descontínuas fazem supor saúde frágil, com frequentes adoecimentos.

2 - Sobrancelhas                                                                              

As sobrancelhas representam a estimulação e mobilização dos impulsos relacionados à continuidade e fluência de vida, e definem e registram os sentimentos que regem o estado de ânimo interno e os movimentos de fluência de vida. São consideradas como os centros de manutenção dos comportamentos, e trabalham para que sejam mantidos com maleabilidade e flexibilidade os comportamentos que distinguem e caracterizam o indivíduo, junto com todas as mudanças que se possa realizar.

Para os chineses, as sobrancelhas, devido a sua cor característica, são um dos traços mais marcantes da face/rosto. Elas abrigam aquilo que denominam os Palácios dos Irmãos, e são consideradas protetoras dos olhos. Além de informações sobre irmãos e irmãs, revelam a capacidade mental, as tendências artísticas, os talentos literários e, sobretudo,  a personalidade da pessoa. Analisando-se a espessura, o comprimento, a posição e o desenho das sobrancelhas é possível fazer várias generalizações quanto ao seu significado fisionômico.

Segundo Henry B. Lin, em seu livro, já um clássico em Fisiognomonia, “O que o seu Rosto Revela” (Ed. Pensamento, 2ª Ed. 2001), observa que as sobrancelhas grossas são mais favoráveis do que as finas, pois simbolizam coragem, lealdade, retidão, franqueza, espírito esportivo e sensualidade; as sobrancelhas longas, maiores do que os olhos, são consideradas favoráveis, pois são de pessoas expansivas e têm mais dons literários e artísticos do que as pessoas com sobrancelhas curtas, além de sobrancelhas longas indicarem vida longa; com relação à posição admite-se que quanto mais próximas elas forem dos olhos mais impacientes e intolerantes será a pessoa, em contrapartida àquela com sobrancelhas altas, mais afastadas dos olhos, como tolerantes, pacientes, generosas e tranquilas; finalmente, as sobrancelhas bem desenhadas, graciosas e ligeiramente arqueadas revelam uma natureza cordata, de fácil relacionamento familiar e social. 

 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".