- Ano V - nº 7 (47) - Junho de 2011.                                                                 Direção: Osiris Costeira

PSICOSSOMÁTICA - Iára Vieira - iarasovieira@gmail.com

O ESTRESSE E A FORMA DE ADOECER

COMO SE FORMAM OS SINTOMAS NO CONTEXTO HOMEM-CORPO-MEIO SOCIAL - 2ª Parte

São três as principais fontes de estresse: a família, o trabalho e o meio ambiente.  Os dois primeiros, em geral, são os mais graves ou que configuram o estresse crônico e duradouro.  Entretanto, o grande determinante do potencial nocivo é o estado interior de insatisfação consigo mesmo e com a vida, ou seja, o maior perigo é aquele que trazemos dentro de nós mesmos.

Um dos maiores traços da vida moderna é a repressão das emoções.  Watson classificou em três as emoções básicas: medo, ira e amor, derivando daí as demais.

§  O ódio, a vingança, o ciúme, a inveja e o desprezo se relacionam com a ira.  

§  O espanto, a aflição, a ansiedade, o pesar, o sobressalto e a intranquilidade estão relacionados com o medo. 

§  A piedade, a tristeza, a afeição, a alegria, o entusiasmo e excitação sexual se relacionam com o amor. 

As regras de convívio social e a educação nos condicionam a reprimir tanto a expressão física quanto a verbal daquilo que sentimos.  O choro é o melhor remédio para aliviar as tensões. Entretanto, desde pequenos nos ensinam a "engolir" o choro.  Desde cedo nos mandam parar de chorar quando nos ferimos ou reagimos mal a uma descarga muscular, tal como uma boa gargalhada, propiciando um bom alívio para as tensões.

O processo sadio do controle emocional é inibir, na medida do possível, o componente psíquico da emoção, pois ela é, na verdade, uma onda de preparação do organismo para praticar uma ação.  Contê-la é absorver sua energia (mobilizada para a ação) contraindo os músculos e vasos sanguíneos do estômago, intestinos.  Porém, nunca inibir a própria emoção. 

O importante é saber para onde dirigimos a emoção (sublimação): por exemplo, ser agressivo não significa, necessariamente, ser anti social.  Um nível de agressividade  pode ser bom no sentido construtivo de viver, de lutar pelos objetivos.  Quando esta agressividade não tem sentido e se torna indesejável, pode se tornar fonte de conflito e mal estar. 

O estresse desencadeia um conjunto de reações, denominado Síndrome Geral de Adaptação, que se define por um "conjunto de reações que um organismo desenvolve ao ser submetido a uma situação que exige esforço para a adaptação.” 

Vamos tentar entender esse processo de uma forma bem simples.

“Vamos supor que um cervo esteja bebendo água num córrego bem tranquilo, está relaxado, concentrando suas atenções apenas na sede que está saciando; de repente, aparece um leão e parte para cima dele.  O cervo leva um grande susto, na mesma hora ele entende que está numa situação de perigo, que o leão é uma grande ameaça à sua vida. 

Na mesma hora, o organismo responde como um todo, em conjunto, e está pronto para reagir.  O cervo pode correr desesperadamente até se sentir seguro, longe do perigo; nesta ação, o organismo desgastou todas os excessos de hormônios

produzidos pela reação de susto, e restabelece o equilíbrio após ter reagido e corrido da ameaça; para o cervo, esta foi uma forma de enfrentamento da situação. 

Agora, vamos supor que na hora apareça algo que afugente o leão, não há mais perigo para o cervo e este resolva se manter na beira do córrego; pensem no tempo que será necessário para o organismo absorver todos os hormônios produzidos durante a reação de medo e preparação do organismo para enfrentar a situação.”

Entretanto, as pessoas respondem de forma diferentes a cada situação de estresse.  Algumas são mais propensas do que outras a se envolverem nestas situações.  Assim, podemos dizer que a maior ameaça à vida e à saúde, no mundo de hoje, são os perigos internos.

 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.
 

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".