- Ano IV - nº 8(36) - Julho de 2010.                                                             Direção: Osiris Costeira

TERAPIA DO SOM - Marcela Ibarra - marcel.ibarra@hotmail.com

Tigelas Cantantes

As Tigelas Cantantes se diferenciam das Tigelas Tibetanas por serem delicadas vasilhas circulares de cristal de quatzo puro, que ao serem tocadas emitem impulsos sonoros de alta qualidade vibratória, traduzidos por notas musicais. E são produzidas a partir da fundição do quatzo siliconado, extremamente refinado (99% de pureza), em fornos de temperaturas bem elevadas, sendo imediatamente testados e monitorados para se determinar a nota musical correspondente.

Essas tigelas assim produzidas, especialmente as esmerilhadas, produzem um som expansivo, evocador de templos sagrados, que têm a capacidade de curar e transformar, além de harmonizar e limpar o ambiente.

O som das Tigelas Cantantes pode ressoar de modo especialmente harmonioso e único com o corpo humano, pois, segundo Marcel Voguel, chefe de Investigação da IBM, “nossos tecido humanos, sadios, são por natureza mais cristalinos do que fuidos, além de a estrutura do osso e do colágeno serem compostas, em parte, de cristal de fosfato de cálcio. Todos esses cristais devem ter, obviamente, um potencial de ressonância, e, sem dúvida, o som produzido pelo cristal de quartzo se mostra afinado harmoniosamente com a nossa própria estrutura cristalina.” (Gaynor, NL – Sons que Curam. Ed. Cultrix, 2001)

A sua utilização tem crescido, e, atualmente, é usado por todos os terapeutas holísticos, quer sejam terapeutas do som, massoterapeutas, mestres Reiki ou, simplesmente, pessoas que usam para obter mais discernimento na vida e paz em seus dias.

Além de profissionais da saúde, como o oncologista norte-americano Dr. Nitchell Gaynor, do Medical College of Cornell University, que através de seu GIO (Gaynor Integrative Oncology) utiliza, além de outros recursos holísticos, a Terapia do Som; um outro exemplo é o Dr. Andrew Weil, graduado em Medicina pela Harvard University, Diretor do Departamento de Medicina Integrativa da Universidade da Arizona, que há trinta anos utiliza em seu Departamento a união entre a Medicina Alopática e os recursos holísticos na prevenção e cura das diversas patologias orgânicas.

Um aspecto extremamente interessante no uso das Tigelas Cantantes é que, através de seu som, podemos transmutar nossas frequências, modificando assim o nosso nível vibratório, modificação esta que pode representar a chave para o retorno ao bem-estar e à saúde, e a plena transformação de nosso Eu.

E com a mudança de nossa frequência vibratória podemos aprender a atrair PAZ e HARMONIA aos nossos dias, transformando, inclusive, o que está ao nosso redor.

É preciso que nos lembremos que desde pequenos, ainda como simples crianças, somos programados para “sobreviver”. Aprendemos o que “os outros” esperam de nós para que estejamos de bem com o mundo. E a grande maioria esquece que estamos nesta Vida, unicamente, para EXPERIMENTAR, EXPANDIR e CRESCER.

Por tudo isso, convido a todos vocês a experimentar o som das TIGELAS CANTANTES, e deixar-se levar de modo tranquilo até o mundo do relaxamento, do bem-estar, da completa e absoluta PAZ.

Sugiro acessar os sites abaixo indicados para que se tenha uma visão maior da amplitude de ação das TIGELAS CANTANTES.

www.crystaltones.com

www.crystalbowlsla.com.ar

www.gaynoroncology.com

www.drweil.com

 

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".