- Ano II - nº 1(13) - Janeiro de 2008.                                                                     Direção: Osiris Costeira

YOGA - Sri Ananda Deha.

Mudras – gestos sagrados do Yoga.

Om Namastê!!

O artigo anterior gerou interessantes discussões e uma questão foi marcante: O que fazer para mudar essa realidade, ou ao menos influenciar positivamente o contexto em que vivemos? Uma das respostas possíveis, em minha opinião “A resposta possível”, é olhar para dentro de nós e buscar nosso Eu mais profundo (chamado de Atma pelos hindus). Assim podemos nos conhecer melhor (Autoconhecimento) e através disso, reconhecer nossos mais profundos defeitos, e só assim podemos evoluir enquanto seres humanos.

Neste momento surge uma outra pergunta: Como olhar para dentro se eu fui acostumado pela sociedade materialista a olhar apenas para fora? A ciência do Yoga pode nos ajudar com essa questão. Os estudiosos do Yoga dizem que precisamos de concentração, de acalmar a mente, equilíbrio energético, harmonização e etc. Mas aí pensamos, como isso é possível em uma sociedade estressada, doente e que parece estar sempre com pressa. O Yoga possui metodologias diversas para esse problema, uma delas é a meditação (Dhyana). Outros exemplos são as posturas (Asanas), exercícios respiratórios (Pranayamas), relaxamentos (Yoga Nidra) e muitos outros.

Nesse sentido, gostaria de compartilhar com vocês uma sequência de exercícios que mescla meditação com Mudras, mentalizações e os Chakras, que podem ser muito úteis neste momento que nos encontramos (para entender melhor o quero dizer com “este momento” ver artigo anterior). Esta sequência foi retirada do grupo da Montanha Encantada de Florianópolis e foi desenvolvida por Lilian Le Page.

Primeiramente o que são os Mudras?

Mudras são gestos que agem como selos energéticos, nos permitindo sintonizar com vibrações específicas no Universo. A sequência de Mudras a seguir traz equilíbrio para o Sistema de Chakras.

Esta é uma prática de quinze minutos, aproximadamente dois minutos por Mudra e uma pequena pausa entre eles. Esta é uma versão condensada de uma das práticas que tem de três a cinco Mudras para cada Chakra, assim como cantos e a visualização do Chakra.

Encontre uma posição sentada firme, confortável, mantendo a coluna ereta e os olhos fechados suavemente. Esteja presente em seus sentimentos e sensações ao longo da prática. Mantenha cada Mudra por 5 – 10 respirações. Enquanto estiver fazendo o Mudra, repita a si mesmo a afirmação dada para este Mudra.

Comece juntando as palmas em frente ao coração, em Anjali Mudra. Após cinco respirações, entoe o mantra OM e dê início a sua prática.

Primeiro Chakra: Muladhara

Foco: base do corpo, períneo.

Afirmação: “Eu estou sempre seguro, enraizado e protegido no centro do meu ser.”

Bhu Mudra: gesto da Mãe Terra. Coloque as pontas dos dedos indicador e médio da mão direita no solo, pressionando gentilmente contra a terra, enquanto que os outros dedos se curvam naturalmente para dentro da palma da mão, sendo segurados pelo polegar. A palma da mão esquerda descansa no joelho esquerdo.

Segundo Chakra: Swadhisthana

Foco: quatro dedos abaixo do umbigo.

Afirmação: “Eu fluo com o ritmo da vida e estou totalmente aberto para a bondade ao meu redor”.

Yoni Mudra: gesto do ventre. Entrelace os dedos para dentro, na frente do baixo abdômen. Estenda o dedo indicador direito e esquerdo, tocando as pontas dos dedos. Faça o mesmo com os polegares.

Terceiro Chakra: Manipura

Foco: plexo solar.

Afirmação: “Eu alinho minhas energias pessoais e encontro meu lugar no mundo”.

Matangi Mudra: gesto da deusa da transformação. Entrelace os dedos em frente ao plexo solar. Estenda os dedos médio, pressionando um contra o outro.

Quarto Chakra: Anahata

Foco: coração energético no centro do peito, levemente a direita.

Afirmação: “Eu expando as fronteiras de meu coração para aceitar a mim mesmo, os outros e o mundo como eles são”.

Padma Mudra: gesto da flor de lótus. Junte as palmas das mãos em frente ao coração. Mantenha a base das palmas juntas, assim como as pontas dos polegares e dedos mínimos. Estenda os outros dedos, como se fosse uma flor desabrochando.

Quinto Chakra: Vishuddha

Foco: garganta.

Afirmação: “Eu estou totalmente purificado em minha verdade interna e pronto a reconhecer e compartilhar minha vocação com os outros”.

Shunya Mudra: gesto do pleno. Descanse as costas das mãos nos joelhos. Pressione a ponta do dedo médio dentro da palma da mão, na raiz do polegar. Segure o dedo médio com o polegar e extenda os dedos restantes.

Sexto Chakra: Ajna

Foco: ponto entre as sobrancelhas.

Afirmação: “Eu me entrego a cada oportunidade que a vida me dá de presente para clarificar minha visão e verdade interna”.

Jnana Mudra: gesto do conhecimento. Descanse as costas das mãos nos joelhos. Junte as pontas dos polegares e indicadores, estendendo os outros dedos.

Sétimo Chakra: Sahasrara (todos os chakras inclusos)

Foco: a coroa da cabeça. Na inalação, leve a respiração da base do corpo até o topo da cabeça e na exalação, do topo da cabeça para a base do corpo.

Afirmação: “So Ham, Eu sou... Brahman, Consciência de Unidade... sempre presente”.

Hakini Mudra: gesto da totalidade, completude. Junte a ponta de todos os dedos, mantendo um espaço entre os dedos. Coloque as mãos em frente ao plexo solar.

Nunca esqueçam de consultar um professor de Yoga qualificado para práticas mais profundas. No mais, boa prática e estejam sempre presentes no Agora, no momento presente. Fiquem atentos à intuição, que é a porta do coração e do Atma. Com o afloramento da intuição as sincronicidades ou coinscidências se fazem presentes e o Caminho é revelado. Bom Caminho!

Hari Om Tat Sat!

CONTATO

fale conosco, tire suas dúvidas, fale com os terapeutas, opine sobre os artigos e dê sua sugestão de conteúdo.

BIBLIOTECA/LINKOTECA SELECIONADA

Nosso objetivo é formar um banco de referências bibliográficas das diferentes Terapias Holísticas, para consulta de todos os interessados em mais detalhes sobre determinado assunto. Seria muito importante, e verdadeiramente interativo, se recebessemos sugestões , objetivando uma das finalidades do site Terapia de Caminhos que é compartilhar experiências e conhecimento. Clique aqui para acessar a terapia que deseja uma bibliografia selecionada para consultas.

"As opiniões emitidas nos textos do site são de exclusiva responsabilidade de seus autores".